segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Richard Zimler

[... a ler]




Richard Zimler nasceu a 1 de janeiro de 1956, em Roslyn Heights, um subúrbio de Nova Iorque.

É formado em Religião Comparativa pela Universidade de Duke (1977) e mestre em Jornalismo pela Universidade de Stanford (1982). Depois de se formar, trabalhou durante oito anos como jornalista na zona administrativa da Baía de São Francisco. Radicou-se em Portugal em 1990, residindo desde então na cidade do Porto. Deu aulas na Escola Superior de Jornalismo e na Universidade do Porto durante 16 anos, lecionando disciplinas na área do Jornalismo. Obteve a nacionalidade portuguesa em 2002.

Vive com o biólogo português Alexandre Quintanilha desde 1978, residindo ambos no Porto desde 1990. Casaram oficialmente em 2010 , após a aprovação da lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo em Portugal, tendo sido um dos primeiros casais formados por figuras públicas a beneficiar da nova lei do casamento civil.

Nos últimos 16 anos, publicou romances, uma coletânea de contos e dois livros infantis, que depressa entraram nas listas de “bestsellers” de vários países (Portugal, Brasil, EUA, Inglaterra, Itália, etc...). Os seus livros editados em Portugal são: “The Last Kabbalist of Lisbon” (“O Último Cabalista de Lisboa”), romance histórico cuja ação decorre em 1506 entre os judeus forçados; as principais personagens pertencem a uma família de cristãos-novos residente em Alfama, cujo patriarca, Abraão Zarco, é iluminador e membro da célebre escola cabalística de Lisboa; “Unholy Ghosts” (“Trevas de Luz”); “The Angelic Darkness” (“Meia-Noite ou o Princípio do Mundo”); “ Goa ou o Guardião da Aurora” (“Guardian of the Dawn”); “ À Procura de Sana” (“The Search for Sana”); “The Seventh Gate” (“A Sétima Porta”); “Os Anagramas de Varsóvia”, (“The Warsaw Anagrams”); “Ilha Teresa” (publicado no Brasil com o título “Strawberry Fields Forever”);“Dança Quando Chegares ao fim”; e “Hugo e Eu e as Mangas de Marte” (livros para crianças).

De toda a sua obra estão disponíveis na Biblioteca Escolar Clara Póvoa, as seguintes:











Zimler ganhou diversos prémios, incluindo o “National Endowment of the Arts Fellowship in Fiction” (EUA) em 1994 e o Prémio “Herodotus” (EUA) para o melhor romance histórico em 1998. O prémio literário “Alberto Benveniste 2009” foi atribuído a Zimler pela obra “ Goa ou o Guardião da Aurora” (“Guardian of the Dawn”). O prémio foi criado para galardoar um romance (publicado em francês) que se enquadra no programa do Centro Alberto Benveniste (Estudos Judeus-Sefarditas). O seu romance “Os Anagramas de Varsóvia” (“The Warsaw Anagrams”) foi nomeado o Melhor Livro de 2009 pela revista LER e também pelos alunos das escolas secundárias de Portugal (Prémio Marquês de Ouro).

Em 2009, Zimler escreveu o guião para “The Slow Mirror” (“O Espelho Lento”), uma curta-metragem baseada num dos seus contos. O filme foi realizado no verão de 2009 pela realizadora sueca-portuguesa Solveig Nordlund e venceu o prémio de melhor filme dramático no “New York Downtown Short Film Festival” (“Festival de Curtas-Metragens de Nova Iorque”) em Maio de 2010.”

Em 2009 traduziu as canções de José Afonso para o CD de Cristina Branco.

Segundo ele próprio, cada vez publica mais na rede social Facebook pois pensa que é uma forma bastante útil para manter o contacto com os leitores, espalhados pelo mundo inteiro.

Na sua página web  podemos ler os primeiros capítulos das suas obras,  podemos ouvir a sua opinião da sua vida em Portugal e sobre as suas próprias obras.  

Mostra-nos também uma curta entrevista sobre a cidade do Porto e da zona junto ao rio Douro, acompanhada de imagens espetaculares.

Richard Zimler publicou um ensaio num website “Talking Writing”  sobre a evolução dos seus sentimentos em relação ao judaísmo.

“O Tempo das Crianças” é uma antologia de contos de autores portugueses e estrangeiros de renome. Para apoiarem a organização «Save The  Children»  no seu trabalho para acabar com a violência contra as crianças, grandes autores de todo o mundo juntaram-se para criar uma fascinante antologia de contos sobre a infância. Ficções ou memórias pessoais, felizes ou amargas, exploram e celebram a infância: o abuso e a rejeição, a solidão e o amor, as alegrias da amizade e da descoberta, e os primeiros sentimentos confusos do amor adolescente.

Selecionada e prefaciada por Richard Zimler, esta antologia inclui também contos originais de Dulce Maria Cardoso, Mia Couto, Lídia Jorge e Ondjaki, que quiseram dar o seu contributo a este generoso projecto, cujos direitos revertem a favor de «Save The  Children».

Luísa Torres


Sem comentários:

Enviar um comentário