terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Truman Capote




a ler...




“I don't care what anybody says about me as long as it isn't true.”

Truman Streckfus Persons, mais conhecido por Truman Capote, nasceu a 30 de setembro de 1924, em Nova Orleans e morreu a 25 de agosto de 1984 em Los Angeles. Era filho de Archulus Persons, um comerciante vigarista e sua jovem esposa Lillie Mae Faulk.

Capote teve uma infância perturbada pelo divórcio dos pais, uma separação longa da sua mãe e múltiplas migrações.

Era uma criança solitária, aprendeu a ler sozinho e escrever antes de entrar na escola. Era comum encontrá-lo, aos cinco anos, com um dicionário e um bloco de notas. Ele afirmou ter escrito um livro com nove anos de idade. Aos dez, submeteu seu conto “Old Mr. Busybody” a um concurso infantil patrocinado pela “Mobile Press Register”.

Capote iniciou a sua carreira profissional escrevendo contos, dos quais ”Miriam”, de 1945, constituiu um sucesso e atraiu a atenção de alguns editores, entre eles Bennet Cerf, que assinou um contrato com a “Random House” para escrever uma novela.

Foi um escritor, roteirista e dramaturgo norte-americano, autor de vários contos, romances e peças teatrais, reconhecidas como clássicos literários, incluindo a novela “Bonequinha de Luxo” (“Breakfast at Tiffany’s“), de 1958 , que pode encontrar na Biblioteca Escolar Clara Póvoa.



O seu grande sucesso é “In Cold Blood” (“A Sangue Frio”) em 1966, obra com que inicia um género por ele denominado “non-fiction novel” ( “romance-documento ou romance de não-ficção”). Nela reconstrói minuciosamente um facto real (um crime feroz), a personalidade das vítimas e dos jovens assassinos. O livro é um penetrante estudo dos Estados Unidos do momento, com os seus contrastes. A história deste livro é relatada no filme “Capote”, um filme biográfico sobre Truman, baseado na biografia “Capote” Gerald Clarke e dirigido por Bennet Miller. Foi filmado em  Manitoba, no outono de 2004.  Foi lançado a 30 de setembro de 2005, para coincidir com a data de nascimento de Truman Capote.

Posteriormente publica “Música para Camaleões”. Escreve também guiões para filmes, como “Beat the Devi” e musicais para a Broadway, “The Grass Harp”, em 1952 e “House of Flowers”, em 1954.

Em 1976, Capote aparece como ator no filme “Murder by Death”.

Capote morreu na casa de sua velha amiga Joanne Carson, ex-esposa do apresentador de televisão Johnny Carson, em cujo programa Capote foi um convidado frequente. Capote foi cremado e os seus restos supostamente foram divididos entre Carson e o companheiro de longa data de Capote, o escritor Jack Dunphy.

 O testamento de Capote determinava que, após a morte de Dunphy, um fundo literário seria estabelecido, sustentado pelos direitos da sua obra, para financiar vários prémios literários e bolsas de estudo, incluindo o “Truman Capote Award for Literary Criticism”, celebrando não somente a memória Capote mas também a de seu amigo Newton Arvin, o professor do Smith Colleg.Dessa forma, o “Truman Capote Literary Trust” foi estabelecido em 1994, dois anos após a morte de Dunphy.
Luísa Torres

Para saberes mais sobre o autor, procura aqui, aqui e aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário