sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

A propósito do Dia Mundial da Rádio

[a ciência também é cultura]


O Dia Mundial da Rádio celebra-se anualmente a 13 de fevereiro, tendo sido escolhida esta data específico porque, neste mesmo dia, em 1946, a “United Nations Radio” emitiu um programa para um conjunto de seis países em simultâneo.

Fig.1 – Aparelho de rádio antigo
A invenção e desenvolvimento da Rádio deve-se a vários cientistas importantes tais como James Maxwell, Henrich Hertz, Nikola Tesla e Guglielmo Marconi, no século XIX. Inicialmente, esta era utilizada para fins militares, como comunicações entre tropas ou pedidos de socorro. As primeiras transmissões regulares para entretenimento começaram em 1920 na Argentina e nos Estados Unidos.

A primeira estação portuguesa de Rádio surge em Outubro de 1925 – a CT1 AA, por intermédio de Abílio Nunes dos Santos.

Fig.2 – Panfleto sobre a CT1 AA

O seu projeto foi posteriormente desenvolvido por Américo dos Santos, que fundou então a primeira rádio, a Rádio Graça, em Lisboa.

A rádio foi sempre utilizada como meio de difusão de notícias, principalmente na Europa do século XX. Com todos os acontecimentos da época, ninguém queria estar desinformado. A 1 de setembro de 1939, a rádio transmite à escala mundial a notícia da invasão da Polónia pelas tropas alemãs, que deu início à 2ª Guerra Mundial. A Rádio mostrou ser um instrumento eficaz da propaganda politica durante a guerra, revelando-se um meio de comunicação de massas sem precedentes. A rádio teve também um papel muito importante na Revolução de Abril de 1974, servindo de sinal para as tropas revolucionárias portuguesas.

Hoje, continua a ser um meio de difusão não só de informação, mas também de cultura e entretenimento, sendo inúmeras as rádios portuguesas que se dedicam à promoção da música, de espetáculos, de dança, de lançamento de livros e entretenimento.

Algumas curiosidades históricas sobre a Rádio:
No dia 30 de outubro de 1938, muitos americanos telefonaram para a CBS e para a polícia julgando que o seu país estava a ser invadido por marcianos. A adaptação radiofónica do romance "Guerra dos Mundos",de H.G. Wells, foi de tal forma credível e convincente que os ouvintes acreditaram tratar-se de uma reportagem em direto.

Fig.3 – Recorte do jornal “Daily News” sobre o terror gerado

Em meados da década de 50, Matos Maia recriou a peça anteriormente referida em Portugal, na Rádio Renascença. No entanto, o produtor e o realizador acabaram por ser detidos e interrogados na sede da PIDE.
Afonso Marques, 12ºCT3


Referências bibliográficas
Calendarr. (s/d). “Dia Mundial da Rádio”. Disponível em http://www.calendarr.com/portugal/dia-mundial-da-radio/

Radiofonia. (21 de dezembro de 2005). “História da Rádio”. Disponível em http://radiofonia.com.sapo.pt/Historia_Radio.html


RTP. (2010). “História 75 anos”. Disponível em http://www.rtp.pt/wportal/sites/radio/75anos/historia.php  

Sem comentários:

Enviar um comentário