terça-feira, 24 de maio de 2016

Saul Bellow



... a ler




Escritor  norte-americano de etnia judaica, Saul Bellow nasceu a 10 de junho de 1915 em Lachine, Montreal, no Canadá. Filho de judeus russos que haviam imigrado dois anos antes do seu nascimento, viveu num bairro desfavorecido de Montreal até 1924, altura em que a família decidiu mudar-se para Chicago.

A sua mãe faleceu em 1932 mas, apesar do desgosto profundo que sofreu, Saul Bellow conseguiu ser admitido no curso de Literatura Inglesa da Universidade de Chicago. Acabou por obter um diploma em Antropologia e Sociologia na “Northwestern University” em 1937. Matriculou-se num curso de pós-graduação mas abandonou, casando-se e decidindo tornar-se escritor a tempo inteiro. Começou a lecionar na Escola Normal Pestalozzi- Froebel de Chicago, em 1938, como forma de sustentar a sua nova família. Em 1942 iniciou uma colaboração com o departamento editorial da Enciclopédia Britânica.

No ano de 1944 foi destacado para a Marinha Mercante, no âmbito da entrada dos Estados Unidos da América na Segunda Guerra Mundial. A vida a bordo proporcionou-lhe o tempo e a disposição para retoma a escrita e, assim, publicou nesse mesmo ano o seu primeiro romance “The Dangling Man”. A obra, em parte autobiográfica, conta a história de um jovem que atravessa uma crise ao saber que vai ser recrutado.

Em 1947 publicou a segunda obra “A Vítima” (“The Victim”), disponível na Biblioteca Escolar Clara Póvoa.

 
 

Em 1948 recebeu uma bolsa da Fundação Guggenheim e partiu para a Europa, passando cerca de dois anos em Paris.  Aí escreveu  “The Adventures of Augie March” (1953), que lhe valeu o “National Book Award” no ano seguinte.

O seu sucesso como escritor continuou com as obras “Aproveita o Dia” (“Seize the Day”), em 1956, também disponível na Boblioteca Escolar Clara Póvoa e “Herzog”, em 1964, que lhe valeu o Prémio Literário Internacional, tornando-se o primeiro americano a receber este prémio.



No ano 1976 recebeu o Prémio Pulitzer na categoria de ficção pela publicação de “Humboldt’s Gift”, em 1975. 

Em 1976, foi galardoado com o Prémio Nobel da Literatura.

Para conhecer o autor um pouco mais.





Faleceu a 5 de abril de 2005, na sua residência em Massachussetts, aos 89 anos.

Luísa Torres

Sem comentários:

Enviar um comentário