domingo, 3 de junho de 2018

Caos pontual


?

No passado fim de semana, dia 16 de setembro, na festa de São Deuzivaldo, que teve lugar na localidade de Rabo de Peixe, um extraordinário fenómeno ocorreu, inesperadamente.
Para enorme espanto de miúdos, graúdos, beatas e alguns suínos (literais e metafóricos) uma bizarra multidão agrupou-se junto da capela de Santa Gregória do Pão, causando euforia e providenciando os gaiteiros com um novo tema musical: os sinais de pontuação e os diacríticos vieram à patuscada da aldeia!
No meio de tantos outros camaradas, veio o Sr. Ponto Final, com a linda D. Vírgula e o seu pequeno rebento, Ponto e Vírgula. Deliciaram-se com um estupendo entrecosto e enchidos e não deixaram de notar o quão “contente” o Sr. Acento Agudo havia ficado em tão curto espaço de tempo (com um subtil recurso a bebidas alcoólicas, é claro). Do outro lado da tasca, o Trema, sedutor por natureza, tentava engatar o Til: “Tu ligas os meus pontos”, dizia. Resultou.
A certa altura, o Sr. Anastácio, pai da rapariga das bebidas, envolveu-se numa rixa com o Acento Grave, que tentava conquistar a pobre miúda. Escolheram-se lados e em breve já saltavam dentes. Era o caos total. O Ponto de Interrogação não percebia nada.

                                                                              Alice Brito e Mafalda Murta, 10CT2

Sem comentários:

Enviar um comentário